A moeda, cujo valor facial equivale a 60 cêntimos de euro, tem gravada a data prevista de saída do Reino Unido da UE, 31 de outubro, sob a inscrição “Paz, prosperidade e amizade entre todas as nações”.

As Finanças ordenaram a suspensão da produção à entidade emissora de moeda no Reino Unido, Royal Mint, o que ocorre pela segunda vez, depois de a primeira data de saída – 29 de março de 2019 – ter sido adiada para 12 de abril, primeiro, e 31 de outubro, depois.

“Tomaremos uma decisão no momento oportuno”, afirmou um porta-voz das Finanças à imprensa britânica.

Segundo o jornal The Guardian, mil moedas já foram produzidas com a data de 31 de outubro e podem agora valer 800 libras (cerca de 930 euros) cada uma no mercado de colecionismo.

Apesar da promessa de sair da UE a 31 de outubro, com ou sem acordo, o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, foi obrigado a pedir um novo adiamento a Bruxelas devido a legislação aprovada pela oposição no parlamento.

O novo adiamento deverá ser até 31 de janeiro de 2020.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.