“Antes da explosão, a organização apoiava 692 famílias, agora ajuda 1.100 e o número irá aumentar, dada a situação humanitária de emergência”, sublinhou Lurdes de Sousa.

“Estamos a lançar uma campanha de angariação de fundos local e internacional para ajudar a Achrafieh2020, que agora está a apoiar 1100 famílias com alimentação, logística, hospitalização, prescrição de medicamentos e assistência social e que se comprometeu a reparar cinco janelas e portas danificadas pela explosão para permitir que famílias deslocadas regressem a casa”, indicou a associação fundada em 2019.

Já a Achrafieh2020, foi fundada em 2012, focada na ajuda das famílias mais vulneráveis, através de trabalho voluntário.

Mais de metade da população do Líbano está “presa na pobreza”, num contexto de crise económica aguda, mesmo antes da gigantesca explosão mortal em agosto em Beirute, disse na quarta-feira a Organização das Nações Unidas (ONU).

A 04 de agosto, uma enorme explosão no porto de Beirute matou pelo menos 181 pessoas, feriu mais de 6.500 e devastou grande parte da capital do Líbano.

Os donativos podem ser efetuados através de uma conta do Banco Nacional Ultramarino (9016931893) com o nome Associação Internacional de Filantropia (Macau), tendo sido lançada uma campanha de angariação ‘online’ cujos detalhes podem ser encontrados no site.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.