Um total de 69 entre 120 parlamentares aprovou o acordo, que determina que o país passará a chamar-se “Macedónia do Norte”, para evitar conflitos e enganos em relação às regiões com o mesmo nome na Grécia.

Todos os parlamentares do principal partido de oposição conservador abstiveram-se da votação de hoje, em protesto ao acordo que, consideram, cede demais à Grécia.

O Presidente da Macedónia, Gjorge Ivanov – que diz que o acordo é inconstitucional – recusou-se a assinar o acordo depois da primeira votação favorável do Parlamento.

No entanto, de acordo com a Constituição da Macedónia, Ivanov não pode mais bloqueá-lo após a segunda votação dos deputados.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.