"Na sequência da tragédia ocorrida na Madeira, com a queda de árvore na freguesia do Monte, no Funchal, foram concluídas as 13 autópsias no final da manhã de hoje, pelo Gabinete Médico-Legal e Forense da Madeira (GMLF), refere uma nota do Ministério da Justiça.

O Ministério adianta que o GMLF “foi reforçado com o apoio de quatro técnicos da Equipa Médico-Legal de Intervenção em Desastres de Massa do Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses (INMLCF) do continente (dois médicos, um técnico superior e um técnico ajudante)”.

Este reforço teve como objetivo "conferir maior celeridade na conclusão das perícias e consequente entrega dos corpos às famílias, permitindo-lhes abreviar a realização das exéquias fúnebres, tentando-se, por esta via, minimizar o sofrimento causado por este trágico acidente", lê-se na nota.

Um carvalho de grande porte e com 200 anos abateu terça-feira, Dia da Assunção de Nossa Senhora, também conhecido por Dia de Nossa Senhora do Monte, padroeira da Região Autónoma da Madeira, no Largo da Fonte, no Monte, sobre várias pessoas que aguardavam pela passagem da procissão, causando 13 mortos e 49 feridos, sete dos quais estão hospitalizados.

Oito das vítimas mortais são do sexo feminino e cinco do masculino, sendo uma criança de 1 ano e as restantes com idades entre os 28 e 59 anos. Uma mulher francesa e outra húngara figuram entre os mortos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.