Num relatório enviado à agência Associated Press ao final da noite de sexta-feira, o Governo alemão revela que a maioria dos ataques (21) ocorreu no estado alemão da Renânia do Norte-Vestefália (oeste), onde estão o maior número de imigrantes muçulmanos.

O relatório não detalhava o teor dos ataques, mas indicava que a polícia identificou suspeitos de 12 casos e fez uma detenção.

Os ataques a mesquitas e a migrantes muçulmanos têm aumentado desde que a chegada de cerca de 890 mil requerentes de asilo, em 2015, causou um sentimento anti-islão em alguns setores da sociedade germânica.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.