Mako, 29 anos, sobrinha do Imperador Naruhito, planeia casar-se com Kei Komuro, que está a estudar nos Estados Unidos, no próximo mês, num casamento civil que tem atraído enorme atenção dos media desde que os dois anunciaram o seu noivado em 2017.

O casamento da princesa com um homem fora da Família Imperial japonesa implica a sua desassociação da Família Imperial, de acordo com a Lei da Casa Imperial, que também concede direitos exclusivos de sucessão masculina ao Trono de Crisântemo.

O anúncio do noivado de Mako e Komuro causou uma grande agitação no Japão porque significaria uma nova partida da Família Imperial Japonesa, que está em declínio contínuo devido à escassez de homens e aos regulamentos acima mencionados, e também devido a uma alegada disputa financeira que afeta a família do noivo.

O casal decidiu adiar duas vezes a data do casamento, e agora planeia casar-se em outubro sem uma cerimónia formal, de acordo com a tradição da Casa Imperial, segundo os meios de comunicação locais.

Na sequência da controvérsia em torno do casamento, Mako também disse ao Governo que pretende renunciar aos 150 milhões de ienes (1,16 milhões de euros) que são normalmente dados a membros do sexo feminino da Família Imperial que casam e deixam a instituição, fontes do governo disseram à agência noticiosa local Kyodo.

Se se confirmar que o casamento terá lugar sem seguir o rito Imperial e que Mako não receberá o apoio financeiro, ela seria a primeira mulher membro da Família Imperial a saltar as duas tradições no Japão do pós-guerra.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.