Para registar a passagem do navio ao estado de desarmamento realizou-se uma cerimónia a bordo, na Base Naval do Alfeite, presidida pelo comandante naval, vice-almirante Gouveia e Melo.

O navio começou a operar em 1969 para ações de “patrulha costeira e dos rios no Ultramar”, anunciou hoje a Marinha.

Foi usado em várias missões, das quais a Marinha destaca operações relacionadas com um acidente de poluição em Porto Santo na década de 80, no afundamento do “Prestige” e na operação de apoio à emergência civil após o aluvião da Região Autónoma da Madeira, em fevereiro de 2010.

Navegou mais de 38.000 horas e percorreu em milhas náuticas o equivalente a 14 voltas ao mundo, segundo a Marinha.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.