Em comunicado, o IPMA revelou que, de acordo com as previsões mais atualizadas, a depressão Bárbara deverá manter a trajetória inicialmente considerada, chegando à região espanhola da Galiza no final do dia.

Devido à previsão de mau tempo, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) lançou um alerta à população e recomendou a adoção de comportamentos adequados à situação meteorológica.

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), os distritos de Lisboa, Setúbal, Beja, Santarém, Évora, Castelo Branco e Portalegre estão sob o alerta vermelho entre as 12:00 e as 18:00 devido à previsão de chuva intensa e vento forte.

O aviso vermelho corresponde a uma situação meteorológica de risco extremo. Nesta situação, o IPMA recomenda que as pessoas se mantenham ao corrente da evolução das condições meteorológicas e sigam as orientações da proteção civil.

“Em termos de vento, prevê-se que as rajadas máximas sejam até 90 quilómetros por hora (km/h) na generalidade do território, sendo que nas terras altas, as rajadas poderão atingir 130 km/h nas regiões Centro e Sul e 110 km/h na região Norte”, pode ler-se no comunicado.

O IPMA alertou ainda que se prevê a possibilidade de localmente ocorrer fenómenos extremos de ventos.

Quanto à agitação marítima, até quarta-feira será de sudoeste com 2 a 3,5 metros em toda a costa, temporariamente entre 4 a 4,5 metros a sul do Cabo da Roca, passando a ser de noroeste durante quinta-feira.

Portugal continental está sob o efeito da depressão Bárbara, que dará origem a precipitação forte, aumento da intensidade do vento com rajadas até 100 quilómetros por hora e até 130 quilómetros por hora nas terras altas e agitação marítima, em especial na costa da região sul.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.