Aquela escola com 2.º e 3.º ciclos e ensino secundário "ficou bastante danificada nas coberturas" e vai estar "completamente fechada durante esta semana", disse à agência Lusa o presidente da Câmara de Soure, Mário Jorge Nunes.

O Instituto Pedro Hispano, com cerca de 350 alunos, situa-se na Granja do Ulmeiro.

De acordo com o autarca, esta é a única escola do concelho que ainda não reabriu.

Relativamente ao fornecimento de energia elétrica, haverá "cinco por cento ou menos" dos clientes do concelho ainda sem luz, referiu Mário Jorge Nunes, esclarecendo que os casos de falta de energia estão relacionados com problemas na baixa tensão.

"A vida em Soure, neste momento, está quase a regressar à normalidade", sublinhou o autarca, referindo que prosseguem os trabalhos de limpeza e apelando ainda aos habitantes para fazerem a sua parte.

Para o autarca, o município não precisa de mais meios para ajudar na limpeza, considerando que, entre sociedade civil, empresas e autarquia será possível concluir esses trabalhos.

No entanto, o presidente da Câmara de Soure notou que poderá haver falta de mão-de-obra para a reparação de telhados, já que, apesar de na maioria dos casos serem pequenas intervenções, há quase cinco mil casas afetadas.

O município estima que a tempestade Leslie provocou um prejuízo de pelo menos sete milhões de euros, dados que não incluem os danos no setor agrícola deste concelho do Baixo Mondego.

Os prejuízos causados pela tempestade Leslie na região Centro ultrapassam os 80 milhões de euros, de acordo com os dados preliminares avançados pelas câmaras municipais mais afetadas.

A passagem do Leslie por Portugal, no sábado e domingo, onde chegou como tempestade tropical, provocou 28 feridos ligeiros e 61 desalojados.

A Proteção Civil mobilizou 8.217 operacionais, que tiverem de responder a 2.495 ocorrências, sobretudo queda de árvores e de estruturas e deslizamento de terras.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.