Um menino de 10 anos perdeu parte de uma perna após ser mordido por um tubarão enquanto mergulhava no fim de semana no arquipélago de Florida Keys, no sudeste dos Estados Unidos, informou sua família.

Jameson Reeder Jr. foi atacado pelo animal no sábado (13), no arrecife de Looe Key, afirmou a Comissão de Conservação de Pesca e Vida Silvestre da Flórida em um comunicado.

De acordo com uma publicação no Facebook do seu tio, Joshua Reeder, o menino estava com os pais e outros três irmãos a mergulhar num arrecife pouco profundo quando "sentiu uma forte mordida abaixo do joelho". Acredita-se que o ataque foi cometido por um tubarão-cabeça-chata de dois metros e meio de comprimento.

O menino conseguiu segurar-se numa prancha flutuadora e foi resgatado pelo pai, que fez um torniquete na perna ferida e pediu ajuda a um barco mais rápido, que levou a família para terra firme.

O pequeno Jameson foi levado de avião ao Miami Children's Hospital, onde uma equipa médica foi obrigada a amputar-lhe a perna, do joelho para baixo, para lhe salvar a vida. "Ele já saiu da cirurgia e está descansando", escreveu o tio do menino.

Embora chame a atenção o número mais alto de encontros com tubarões no litoral de Nova York neste verão, o risco geral de ser mordido continua a ser baixo. As tendências globais de ataques por tubarões, mantêm-se estáveis após um leve aumento nos últimos 30 anos, em parte devido ao aumento das atividades recreativas dos humanos e à recuperação das populações vulneráveis de tubarões.

De acordo com o Museu da Flórida, no ano passado houve 73 ataques não provocados em todo o mundo, quase todos causados porque os tubarões confundiram os humanos com suas presas.

A maioria dos ataques nos Estados Unidos ocorre na costa atlântica da Flórida, lugar de águas agitadas e peixes dos quais diversas espécies de tubarões se alimentam.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.