"Confirma-se a existência de um inquérito relacionado com os acontecimentos ocorridos nos serviços de Finanças do Montijo. Este inquérito abrange toda a factualidade relacionada com a matéria", informou a PGR, em resposta à agência Lusa.

Também hoje, a ministra da Administração Interna determinou à Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) a abertura de um inquérito às circunstâncias que levaram o militar da GNR à civil a deter um homem na repartição de finanças no Montijo.

“A ministra da Administração Interna determinou na terça-feira à IGAI a realização de um inquérito para o apuramento de eventuais responsabilidades”, disse à Lusa fonte oficial do gabinete do ministério de Constança Urbano de Sousa.

O caso foi tornado público pelo próprio envolvido, que fez um vídeo para as redes sociais a informar que estava na Repartição de Finanças para resolver questões relacionadas com o IRS.

No vídeo é possível ver um elemento da GNR, que estava à civil, a imobilizar o indivíduo pelo pescoço.

Na terça-feira, a GNR anunciou também a abertura de um inquérito para "averiguar as circunstâncias da detenção do cidadão para apuramento de eventuais responsabilidades", tendo em conta as imagens difundidas.

Em comunicado, a Guarda Nacional Republicana confirmou a detenção de um cidadão que se encontrava com "uma atitude imprópria e ofensiva" para com os funcionários de uma Repartição de Finanças no Montijo.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.