“Francisca Van Dunem manifesta a sua preocupação face à brutalidade e violência da agressão, totalmente intoleráveis e que justificam um rápido apuramento dos factos e a responsabilização dos seus autores”, refere uma nota informativa do Ministério da Administração Interna (MAI).

Na mesma nota, a ministra exprime também a sua solidariedade para com os agentes agredidos, e com as suas famílias, e, em particular com o agente que se encontra hospitalizado, em estado grave.

Relativamente a este último polícia, que segundo disseram fontes policiais à Lusa está em coma no Hospital de São José, Lisboa, a ministra diz alimentar “a expectativa de que consiga vencer a luta pela sobrevivência e ultrapassar as terríveis dificuldades deste momento”.

O MAI indica que tomou conhecimento, através da Direção Nacional da PSP de uma “ocorrência que envolveu quatro agentes da PSP que terão sido vítimas de uma agressão quando – encontrando-se fora de serviço – tentaram apaziguar uma contenda num espaço de diversão noturna”.

De acordo com uma nota do Comando Metropolitano de Lisboa, a investigação do caso foi entregue à Polícia Judiciária (PJ) por configurar um crime de homicídio, na forma tentada.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.