“Acreditamos com veemência que a vacinação dos mais jovens deve acontecer o mais rapidamente possível, se possível ainda em agosto”, disse o governante, partilhando a vontade anteriormente manifestada pela ministra da Saúde, Marta Temido.

Na semana passada, a ministra da Saúde já tinha avançado que os jovens com idade inferior a 18 anos deverão começar a ser vacinados contra a covid-19 na última semana de agosto, se o Governo conseguir manter o plano de vacinação previsto.

Durante a audição regimental, pela comissão parlamentar da Educação, Ciência, Juventude e Desporto, o ministro Tiago Brandão Rodrigues sublinhou que, se for esse o entendimento das autoridades de saúde, seria positivo se a vacinação desses alunos pudesse estar concluída até ao início do ano letivo.

Esse avanço no processo de vacinação permitirá começar o próximo ano letivo “com maior capacidade para enfrentar esta pandemia”, acrescentou.

Também na semana passada, o coordenador da Comissão Técnica de Vacinação Contra a covid-19 confirmou à agência Lusa que está a analisar a vacinação das faixas etárias acima dos 12 anos e deverá emitir parecer antes do arranque do ano letivo.

Em entrevista à agência Lusa, Válter Fonseca, coordenador da comissão técnica, um órgão consultivo da Direção-Geral da Saúde (DGS), disse que o parecer está a ser elaborado e “será naturalmente conhecido para que o planeamento da vacinação possa ser feito atempadamente”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.