A decisão foi tomada hoje na sequência de uma conversa entre as três mais altas figuras do Estado, Presidente da República (PR), presidente da Assembleia da República (PAR) e primeiro-ministro, a fim de definirem as regras da representação portuguesa nos jogos do europeu de futebol, disse à Lusa fonte governamental.

De acordo com o esquema definido, e se Portugal se qualificar até à fim da prova, nos quartos de final estará presente o presidente da AR, Ferro Rodrigues, nas meias-finais será a vez do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa e, na final, prevista para Londres, estarão os três, PR, PAR e o primeiro-ministro, António Costa.

A decisão foi tomada a fim de garantir a representação de Portugal em qualquer caso, independentemente das condições da pandemia.

O Presidente da República anunciou hoje que já não se deslocaria a Sevilha, devido à situação pandémica nesta cidade andaluza, o que motivou igual decisão por parte de Ferro Rodrigues, que era seu convidado, de acordo com os termos de uma nota gabinete do presidente da Assembleia da República também divulgada este sábado.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.