A mesma fonte indicou que o corpo de Miguel Veiga vai estar no Palácio dos Viscondes Balsemão, na Praça Carlos Alberto, no centro do Porto, reservando para mais tarde detalhes adicionais sobre as cerimónias fúnebres.

Miguel Luís Kolback da Veiga nasceu no Porto tendo sido, ao lado de Francisco Sá Carneiro e Pinto Balsemão, um dos fundadores do Partido Popular Democrático, hoje PSD, em 1974.

O advogado era uma das vozes sociais-democratas mais influentes no Porto, tendo sido galardoado, em julho do ano passado, com a Medalha Municipal de Honra, galardão máximo atribuído pela autarquia.

Quando o seu nome foi proposto, a Câmara justificou a distinção da seguinte forma: Miguel Veiga, que “fez parte do núcleo muito restrito de fundadores do PPD, hoje PSD”, é indicado como tendo uma atividade política que o aproxima “de valores democráticos” e como “obreiro dos principais movimentos que têm gerido a cidade do Porto”. “Arauto da liberdade e independência, Miguel Veiga define-se também como um buscador e um obstinado errante e um avesso confesso do populismo, com uma racionalidade e coragem invulgares”, podia ler-se na proposta, citada pela Lusa.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.