Em declarações à agência Lusa, o segundo comandante dos Bombeiros de Esmoriz, Óscar Alves, disseque a corporação recebeu uma alerta às 08:50 para o caso de uma septuagenária de Gondezende, Esmoriz, Ovar, que estaria a entrar em paragem cardiorrespiratória.

Mas quando os bombeiros chegaram ao local constataram que já teria morrido há algumas horas devido a intoxicação por monóxido de carbono, na cozinha da residência, provocada por um fogareiro.

Os operacionais verificaram ainda que o marido e a neta também apresentavam sinais de intoxicação, pelo que foram conduzidos a unidades hospitalares.

A criança foi transportada para a unidade de pediatria do Hospital São João, no Porto, e o homem foi conduzido ao Hospital Pedro Hispano, em Matosinhos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.