As mensagens apelando “Vote PS”, assinadas pelo candidato socialista à presidência da Câmara de Alcobaça, Carlos Guerra, foram enviadas a várias pessoas, quer daquele concelho quer de Leiria e da Lourinhã, gerando polémica nas redes sociais, nas quais alguns dos recetores afirmaram não ter dado os contactos para receber os conteúdos em causa.

Contactado pela agência Lusa, Carlos Guerra afirmou tratar-se de “um problema informático cuja origem a candidatura está a tentar esclarecer”, dado “a mensagem ter seguido para pessoas que não faziam parte da base de dados”.

Carlos Guerra esclareceu que “a candidatura tem uma base de dados com contactos de apoiantes, fornecida por militantes”, aos quais “todos os dias são enviadas mensagens”.

Contudo, as mensagens “chegaram hoje a pessoas que não fazem parte dessa lista”, estando a candidatura a “tentar apurar como aconteceu esta interferência, ou 'bug'.

"Ainda não sabemos explicar”, tanto mais que “as mensagens foram enviadas até para outros concelhos, onde não temos qualquer interesse em apelar ao voto”, explicou.

“Não era nossa intenção incorrer em qualquer violação da lei de proteção de dados e já pedimos desculpa pelo erro que nos entristece e preocupa”, disse Carlos Guerra, acrescentando que irá dar “conhecimento e enviar esclarecimentos sobre esta situação” à Comissão Nacional de Eleições.

O candidato socialista disse ainda fazer “questão de cumprir a lei” e já ter dado indicações para que “seja retirada toda a publicidade às candidaturas nos acessos às mesas de voto, de acordo com a lei”.

A Câmara de Alcobaça é liderada pelo social-democrata Paulo Inácio, que não se recandidata devido à lei de limitação de mandatos.

O PSD conta com quatro eleitos no executivo, que integra ainda dois vereadores do PS e um do CDS-PP.

Além de Carlos Guerra (PS), disputam a Câmara de Alcobaça Clementina Henriques (CDU), Hermínio Rodrigues (PSD), Carlos Guerra (PS), António Vieira (CDS), Rui Alexandre (Movimento "Nós Cidadãos"), Isabel Ventura (Chega) e Miguel Silvestre (IL).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.