Em comunicado, o município refere que, "de forma inesperada, no final de julho", foi "confrontado com a indisponibilidade do atual prestador de serviço de transporte público de passageiros, a Covibus, para, através de novo contrato de prestação de serviços, continuar a prestar o serviço a partir de 01 de setembro".

Apesar do "tempo reduzido" e da "complexidade que a operação de transporte urbano envolve", o município conseguiu que os transportes públicos urbanos passem a ser realizados "por um novo prestador de serviços, com os mesmos horários e bilhética aplicada".

"Este serviço será contratado até ao momento em que esteja concluído o processo de contratação pública internacional que decorre para o novo Sistema de Mobilidade da Covilhã", explica.

A autarquia recorda que este projeto visa "dotar a cidade de um inovador sistema integrado de mobilidade que incluirá todos os meios e equipamentos de mobilidade da cidade, nomeadamente os elevadores e funiculares, o estacionamento, os autocarros, as bicicletas e outros meios suaves de transporte".

"Apesar da circunstância pandémica que o mundo vive, dados os prazos a decorrer, é expectável que o processo esteja concluído no início de 2021", acrescenta.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.