O presidente Donald Trump aprovou uma declaração de emergência para Porto Rico, um território americano no Caribe, informou no Twitter o representante da Casa Branca no local, o contra-almirante Peter Brown. A tempestade avança pela ilha e está previsto que chegue a Cuba e ao sul da Florida no fim de semana, embora os meteorologistas não tenham podido antecipar com que intensidade.

O sistema ciclónico, com ventos de 75 km/hora, ainda não foi nomeado pelo Centro Nacional de Furacões (NHC). Quando ganhar força, o que deve ocorrer esta noite, será a tempestade tropical Isaías. "Prevê-se que se forme uma tempestade tropical mais tarde ou esta noite", escreveu o NHC, sediado em Miami.

O fenómeno perderá força ao passar pelas ilhas do Caribe, mas "algum fortalecimento é possível novamente para este fim de semana", acrescentou.

Como forma de prevenção, os centros de testes para a Covid-19 na Florida, epicentro da pandemia nos Estados Unidos, serão fechados a partir da tarde de quinta-feira até que seja seguro reabri-los, anunciou a Divisão de Gestão de Emergências deste estado do sudeste do país.

"Todas são estruturas de campanha que não podem resistir a ventos de tempestade tropical", explicou num comunicado.

Os centros de testes dos condados vão permanecer abertos num momento em que um em cada 50 residentes do estado da Florida  está infetado com Covid-19 e onde diariamente são registados 10.000 novos casos e os óbitos chegam a 6.333.

Enquanto isso, os porto-riquenhos se prepararam-se para a chegada da tempestade, que se soma a uma série de eventos: dois furacões em 2017 uma sequência de terremotos e uma seca.

Respondendo ao receio de que a ilha não consiga resistir a um novo desastre, o representante do governo americano escreveu em espanhol que "há recursos adequados - água, alimentos, provisões, refúgios e socorristas – para esta ameaça".

Foram preparados vários abrigos com metade da capacidade para garantir certo distanciamento social, com ordens para o uso de máscaras mesmo durante o sono.

"Vamos ter que usar máscara a todo o momento nos refúgios", disse a mayor de San Juan, Carmen Yulín Cruz.

Ao cair da noite de ontem, a ilha registava chuvas e rajadas de vento, segundo uma jornalista da AFP no local. A tempestade deverá deslocar-se por Porto Rico, cruzará a ilha Espanhola, compartilhada pela República Dominicana e o Haiti, durante eta quinta-feira, passará perto de Cuba e Bahamas e deverá chegar ao sul da Florida na noite de sexta-feira.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.