O alerta foi feito em conferência de imprensa em Cabul pelo chefe adjunto de comunicação da missão, o brigadeiro-general Charles Cleveland.

Nas últimas semanas, os talibãs intensificaram os combates perto de cinco das 34 capitais de província afegãs e no início de outubro conseguiram controlar durante três dias partes da cidade de Kunduz (norte).

“Ninguém está satisfeito com o que aconteceu em Kunduz, houve um claro fracasso”, disse o brigadeiro-general sobre a ofensiva insurgente.

Apesar da intensificação do combate nos arredores de várias cidades chave, o brigadeiro-general Charles Cleveland disse estar convencido que as forças afegãs vão “continuar a assegurar Kunduz e Lashkargah”, duas cidades estratégicas.

A NATO está no país com cerca de 12.000 efetivos em áreas de assessoria às forças nacionais e os Estados Unidos têm cerca de 9.800 soldados.

Segundo os Estados Unidos, os talibãs controlam desde finais de 2015 cerca de um terço do território afegão.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.