A temperatura caiu para nove graus abaixo de zero, quando a neve cobriu ruas, prédios e instalações olímpicas, enquanto os pedestres faziam o possível para chegar ao trabalho nesta megacidade de quase 22 milhões de pessoas.

O frio intenso é comum no inverno em Pequim, mas a neve é mais rara, pois a cidade é extremamente seca. Por esse motivo, os Jogos de Pequim dependerão quase inteiramente da neve artificial. Os locais usam sistemas de fabrico de neve que monitorizam a temperatura e a humidade para maximizar a produção.

Os organizadores afirmam que as máquinas de neve usam energia renovável e não vão prejudicar os ecossistemas das montanhas, enquanto a água usada regressará para os reservatórios na primavera, quando a neve derreter.

Especialistas dizem, porém, que a dependência da neve artificial coloca em xeque o compromisso de Pequim com os Jogos "verdes".

Em janeiro de 2021, a temperatura na capital chinesa caiu para o seu nível mais baixo em mais de 50 anos, mas sem neve e com muito pouco gelo. Os termómetros então caíram para -19,6ºC, o nível mais baixo desde 1966, quando atingiram 27,4ºC negativos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.