A ferramenta de busca, que está também disponível nos smartphones e tablets, está em crescimento - do qual o Facebook foi um fator importante - e vai permitir aos seus utilizadores explorar diferentes temas, com ênfase cada vez maior para fotos e vídeos, e resultados mais personalizados.

"A busca não é perfeita (...), mas têm o nosso compromisso de que vamos melhorar a cada dia", afirmou Ben Gomes, um dos responsáveis da Google, no evento de comemoração dos 20 anos, em São Francisco.

Entre as novidades está a possibilidade de consultar algo sem saber as palavras exatas, com o avanço da busca baseada em imagens. Para isso, o Google Images foi redesenhado para permitir consultas baseadas naquilo que se vê nas imagens.

Será também possível aos utilizadores retomar as pesquisas no sítio onde pararam, eliminando a necessidade de "andar para trás".

A ferramenta de procura permitirá ainda criar coleções de conteúdos online e sugerir material relacionado que poderá ser do seu interesse.

O Google feed - utilizado por mais de 800 milhões de pessoas por mês - chama-se agora Discover e tem maior habilidade para oferecer às pessoas informação relevante que nem sequer tenha sido solicitada diretamente pelo utilizador. A função foi descrita como uma "busca do Google que lhe ajuda a descobrir coisas novas sem uma consulta".

"Informação e linguagem são essenciais para aquilo que somos como seres humanos. O nosso trabalho aqui nunca termina", destacou Ben Gomes.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.