Na televisão, multiplicam-se as séries sobre a polícia de Nova Iorque e, na vida real, nem a cidade, nem as suas forças policiais querem ficar aquém da ficção. A tecnologia tem sido uma das grandes apostas e ontem foi apresentada mais uma novidade: uma aplicação que permite visualizar de forma interativa os dados dos crimes cometidos. Qualquer pessoa poderá, através do acesso ao site https://compstat.nypdonline.org, pesquisar sobre os diferentes tipos de crimes na cidade de Nova Iorque, obtendo resultados de maneira geográfica para a última semana, mês ou ano, segundo um comunicado do Departamento de Polícia de Nova Iorque (NYPD). O programa CompStat 2.0 faz parte de um esforço de modernização e transparência da força policial, referiu, na conferência de imprensa de apresentação, o presidente da câmara de Nova Iorque, Bill de Blasio, que tinha ao seu lado o chefe da polícia, Bill Bratton.

"Hoje trazemos a CompStat para o século XXI ao tornar os nossos números de criminalidade claros e acessíveis para todos os nova-iorquinos", afirmou De Blasio. "Com o lançamento da CompStat 2.0 e a entrega a cada polícia e veículo de patrulha de smartphones e tablets, estamos a demonstrar, mais uma vez, que o NYPD é o departamento mais tecnologicamente avançado em nosso país", sublinhou o mesmo responsável.

Desde meados do ano passado foram distribuídos 25 mil smartphones à polícia e hoje todos os agentes que patrulham as ruas de Nova Iorque contam com este tipo de equipamento de comunicações. Segundo De Blasio, as novas ferramentas farão com que a polícia seja "mais acessível, mais transparente e mais reativa com os nova-iorquinos nas cinco circunscrições" da cidade. 

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.