Às 10:45 locais (mesma hora em Lisboa), 13 voos para destinos europeus foram cancelados e cerca de 20 foram atrasados, de acordo com a AFP. No domingo tinham sido anulados cerca de 60 voos com partida deste aeroporto.

A companhia divulgou um comunicado e garantia que grande parte dos voos de curta distância seria assegurada, mas pedia também aos clientes para verificarem a partida "antes de se deslocarem para o aeroporto" para evitar que as cenas de caos que ocorreram no sábado e no domingo se repitam.

A British Airways assinalou a "intenção de assegurar integralmente os voos de longo curso" em Heathrow, o seu principal centro de atividade.

Em Gatwick, outro aeroporto londrino onde a companhia opera, a British Airways afirmou que quer manter na totalidade os voos previstos, sem perturbação.

Desde sábado que problemas elétricos, segundo o diretor-geral Alex Cruz, causaram uma avaria nos sistemas informáticos provocando anulações e atrasos em série nos voos.

A falha informática, que surgiu num fim de semana prolongado, pode custar à companhia cerca de 100 milhões de libras (cerca de 115 milhões de euros), segundo alguns estudos.

A companhia anunciou que vai analisar os pedidos de reembolso dos clientes que não puderam viajar e que "uma política de reembolso mais flexível" foi adotada.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.