Chuvas torrenciais na sexta-feira causaram inundações e deslizamentos de terras e forçaram cerca de meio milhão de pessoas a abandonarem as suas casas no sul e no oeste da ilha.

O Centro de Gestão de Desastres (DMC) indicou que 109 pessoas estão hospitalizadas e 109 outras estão desaparecidas, adiantando que mais de 2.000 casas ficaram destruídas e que foi afetada população em 15 dos 25 distritos do país.

Novas chuvas de monção previstas pela meteorologia para hoje e terça-feira podem complicar os esforços dos serviços de socorro.

O exército recorreu a helicópteros, embarcações e veículos anfíbios para dar assistência aos sinistrados e distribuir alimentos.

“Conseguimos chegar a todas as comunidades afetadas”, declarou à agência France Presse o porta-voz militar Roshan Seneviratne.

O Sri Lanka apelou à ajuda internacional, tendo a Índia enviado vários navios de guerra com ajuda, incluindo uma equipa médica.

As Nações Unidas anunciaram que enviarão contentores com água e comprimidos para purificar a água, enquanto a Organização Mundial de Saúde deve fornecer medicamentos nas zonas afetadas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.