Entre os mortos está uma criança de sete anos que tinha acompanhado o pai à oração, na mesquita em Narayangani, estando o pai em estado crítico, indicou a polícia.

Os fiéis participavam na oração da noite de sexta-feira, o dia santo dos muçulmanos, quando a explosão causou uma bola de fogo, estando a ser investigada a ocorrência de uma faísca num aparelho de ar condicionado, após uma falha de energia e uma fuga de gás.

Pelo menos 37 pessoas foram internadas na unidade de queimados num hospital estatal em Daca, onde 24 acabaram por morrer, afirmou fonte citada pela Associated Press (AP).

Fontes médicas adiantaram que os feridos estão em estado crítico, com queimaduras em praticamente 90% do corpo.

Fontes oficiais afirmaram que pelo menos seis aparelhos de ar condicionado explodiram, lançando o pânico, e que o fogo se espalhou rapidamente pelo interior da mesquita.

As autoridades suspeitam que o gás se acumulou no interior da mesquita, cujas janelas estavam fechadas devido ao ar condicionado, a partir de uma fuga de gás de uma conduta subterrânea.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.