Os medos e os anseios dos pais e o tipo de pessoas e de cidadãos que a escola está produzir é o tema em debate neste sábado, 27 de maio, em Arcos de Valdevez, numa conferência organizada pelo CENFIPE – Centro de Formação e Inovação dos Profissionais de Educação das escolas do Alto Lima e Paredes de Coura. Marcam presença um conjunto de especialistas de diferentes áreas que irão falar dos desafios da parentalidade, de sucesso educativo e do papel da escola.

Será que estamos a educar as nossas crianças com muita pressa, sem autonomia, quando o erro é o ponto de partida da criação? O que é preciso para sermos bons pais, embora não superpais? Será que temos filhos perfeitos, mas crianças tristes face à pressão e exigência de que são alvo ? São algumas perguntas à espera de respostas e sobretudo de debate, numa sessão que terá abertura a cargo do secretário de Estado da Educação, João Costa.

A manhã de sábado será preenchida com as intervenções de Jorge Rio Cardoso, autor do livro "Este ano vais ser melhor aluno! 'Bora lá?", Adelino Calado, diretor do Agrupamento de Escolas de Carcavelos cujas experiências educativas têm sido tema de várias notícias, e Helena Canhão, professora e investigadora principal do projecto saude.come, onde são utilizadas novas tecnologias para intervenção e promoção de estilos de vida saudáveis em adolescentes e idosos.

À tarde, o debate conta com Carlos Neto, professor na Faculdade de Motricidade Humana e autor dos livros “Jogo e Desenvolvimento da Criança” e “Motricidade e Jogo na Infância”, Rute Sousa Vasco, jornalista, diretora do SAPO24 e autora do livro "A sorte dá muito trabalho" e do programa exibido pela SIC Notícias "The Next Big Idea", Marta Cunha, melhor aluna de MBA do mundo e diretora de Inovação da Sonae, e o jornalista Júlio Magalhães, ex-diretor de informação da TVI e atualmente diretor- geral do Porto Canal. A sessão da manhã é moderada por Ana Guedes, do Porto Canal, e a da tarde por Fátima Araújo da RTP-Porto.

Palavras ou expressões como hiperatividade, ritalina, normalidade, ,ranking, exames, resultados, avaliação/fracasso, sucesso, impor limites, entre outras, fazem hoje parte de um léxico que emoldura a escola pública e que contribuem também para o "ataque de nervos" que se estende das famílias aos professores e a toda a comunidade educativa. O stress docente e as suas implicações na saúde e na organização escolar são igualmente temas de atualidade, bem como os alertas para o facto de as crianças terem super agendas que não permitem o desenvolvimento do informal, do lazer e da brincadeira, base importante da criatividade.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.