Contados os votos, não se sabe muito que seja novo. Do lado de lá da fronteira portuguesa, tudo se mantém atado.

Escreve Francisco Sena Santos: “Espanha, para sair do persistente e perigoso bloqueio político e institucional, precisa desesperadamente que apareça o que tanto tem brilhado pela ausência em todos os seus principais dirigentes: inteligência, sensibilidade, e sentido de responsabilidade para o diálogo.”

É que no rescaldo das eleições deste domingo, em Espanha, esta segunda-feira, o país vizinho mostra-se envolto na mesma incerteza em que estava. Que fazer, então, enquanto não há respostas? Bom, olhemos para a frente: para amanhã, por exemplo.

Esta terça-feira, arranca, em Paris, a 40.ª sessão da Conferência Geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO). Durante esta sessão deve ser proclamado definitivamente o 5 de maio como Dia Mundial da Língua Portuguesa.

A Conferência Geral é o órgão mais representativo da UNESCO, é composta por representantes de todos os 193 Estados-membros e reúne-se de dois em dois anos, com a participação dos Estados-membros e dos membros associados. Este órgão determina a orientação e as principais linhas de trabalho da UNESCO e adota um programa e um orçamento para os dois anos seguintes.

Por cá, em Lisboa, na ala sul do Claustro do antigo Convento do Carmo, abre a exposição “Lugares de Sophia”. Esta mostra pretende proporcionar uma interpretação visual da relação poética de Sophia de Mello Breyner Andresen com os lugares, com especial referência à paisagem marítima.

O convite feito aos fotógrafos António Jorge Silva, Duarte Belo e Pedro Tropa, visa pôr lado a lado o ponto de vista de três artistas que têm poéticas diferentes, dando corpo a uma inédita leitura da poeta.

A exposição, com curadoria de Federico Bertolazzi e José Manuel dos Santos, realiza-se no âmbito das comemorações do centenário do nascimento de Sophia de Mello Breyner Andresen e já esteve patente em Lagos.

A Norte, no Porto, arranca a Semana do Empreendedorismo + Conhecimento, + Sucesso. Organizada pelo IAPMEI - Agência para a Competitividade e Inovação, estende-se até dia 21 e é especialmente dedicada a jovens e a empreendedores com startups criadas há menos de dois anos, e com o objetivo de informar e capacitar os mesmos para o empreendedorismo qualificado e inovador que promova respostas aos desafios sociais e societais e para as potencialidades do ecossistema empreendedor e ainda ouvir histórias de sucesso contadas por quem as está a viver.

No centro, em Coimbra, a oficina “Colonialismo Português em Perspetiva: História, Legados e Memórias”, no âmbito do projeto “WUD | Os mundos do (sub)desenvolvimento: processos e legados do império colonial português em perspectiva comparada (1945-1975)”, é financiada por fundos nacionais e comunitários e conta com Ana Balona de Oliveira (IHA-FCSH/NOVA), Ana Guardião (ICS-UL), Cláudia Almeida (ICS-UL), Marcos Cardão (CEC-FLUL), Natália Bueno (CES-UC), Pedro Cerdeira (UGenebra e IHC-FCSH/NOVA), Rita Lucas Narra (IHC-FCSH/NOVA), Sofia Palma Rodrigues (CES-UC e Divergente.pt). Organização: Inês Nascimento Rodrigues, José Pedro Monteiro e Vasco Martins (CES).

Em Viseu, comemoram-se os 20 anos da Estratégia Nacional de Luta Contra a Droga. Neste âmbito as Comissões para a Dissuasão da Toxicodependência da região centro do país (CDT de Viseu, Guarda, Aveiro, Coimbra, Leiria e Castelo Branco) organizam o colóquio, no auditório da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu.

A sul, e porque de Portugal e Espanha hoje falamos, há um dérbi peninsular de futsal: em Serpa, o jogo de preparação da seleção portuguesa masculina de sub-21, no Pavilhão Municipal dos Desportos Carlos Pinhão, em Serpa, às 16:00, opõe portugueses e espanhóis.

Qual Nostradamus Lusitano, de agenda cheia para uma terça-feira completa, eu sou o Pedro Soares Botelho e hoje — melhor, amanhã o dia será assim.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.