De acordo com o secretário-geral da ONU, citado pela agência France-Presse, não foi possível “implementar imediatamente” o primeiro acordo, anunciado na semana passada.

“Temos agora um segundo acordo para missões de avaliação conjunta, relacionadas com as necessidades humanitárias, entre a ONU e a Etiópia”, afirmou Guterres, numa conferência de imprensa com o presidente da Comissão da União Africana, Moussa Faki Mahamat.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.