A notícia é avançada pelo jornal Público este sábado. De acordo com a publicação, a crise sanitária está a prejudicar a discussão interna no PCP e o processo de preparação do XXI Congresso.

No entanto, sublinham, a permanência de Jerónimo de Sousa na liderança do PCP ainda não está fechada e ainda não foi formalmente discutida pelo comité central.

“Se não houvesse pandemia, era normal a substituição, mas o momento não é apropriado para que esse debate se possa fazer”, afirmou ao Público um dirigente comunista.

Jerónimo de Sousa substituiu Carlos Carvalhas em 2004.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.