Desde o início da pandemia de covid-19 em Portugal, foram aprovados pela Entidade Reguladora da Saúde (ERS) "3.110 pedidos de suspensão do registo de estabelecimentos prestadores de cuidados de saúde, dos quais 3.101 por motivo de pandemia". Os números são relatados este domingo pelo jornal 'Público' (acesso limitado).

Destes, 3.073 estabelecimentos pertencem ao setor privado, social e cooperativo.

A publicação, cita dados do regulador, segundos os quais ao dia de hoje "encontram-se ainda 75 estabelecimentos prestadores de cuidados de saúde com registo suspenso". Nenhum destes possui convenção com o Sistema Nacional de Saúde.

O registo na ERS é obrigatório e por causa da pandemia, segundo o jornal, a entidade criou um procedimento específico mais rápido para operacionalizar a suspensão do registo, que é renovada mensalmente até ao máximo de um ano.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.