Será o início de um processo que deverá conduzir a um voto na noite de sexta-feira, em que os deputados deverão aprovar a adesão da Macedónia à organização militar aliada.

Apesar de os partidos da oposição não apoiarem a medida, o Governo do partido de esquerda Syriza deverá uma vez mais garantir a necessária maioria para aprovar esta última etapa do Acordo de Prespes, assinado em junho entre Atenas e Skoje e destinado a terminar um contencioso com mais de 27 anos.

Neste caso, a Grécia deverá notificar formalmente a Macedónia dentro de alguns dias, para que este país, independente desde 1991 sob a designação provisória de Antiga República Jugoslava da Macedónia (FYROM, na sigla em inglês), proceda à mudança de nome.

No decurso do conflito com Skopje, a Grécia argumentava que a simples designação de Macedónia poderia implicar ambições territoriais em território grego e uma ofensa à sua herança cultural.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.