Aos cerca de 15 mil alunos do ensino superior que já estão a receber o apoio do Estado, este ano letivo juntam-se os 98.703 os estudantes que já se candidataram a uma bolsa de estudo para frequentar uma universidade ou politécnico, segundo a Direcção-Geral do Ensino Superior (DGES), noticia esta segunda-feira o jornal Público.

Analisando os dados dos últimos quatro anos, verifica-se que o número de estudantes que concorreram às bolsas de ação social no ensino superior durante todo o ano oscilou entre perto de 92 mil, em 2016, e mais de 95 mil, em 2018.

O jornal Público acrescenta ainda que em relação ao mesmo dia do ano passado foram apresentados mais 4.414 pedidos de bolsa.

Os responsáveis dos Serviços de Ação Social das instituições de ensino já tinham antecipado que o número de candidatos iria aumentar, devido à perda de rendimentos de muitas famílias e à alteração nas regras do apoio social que vão permitir aumentar o número de estudantes apoiados.

No passado ano letivo foram apoiados quase 80 mil estudantes, o número mais elevado de sempre. Este ano pode haver um recorde não só porque o número de candidatos é já superior ao registado em todo o ano letivo nos cinco anos anteriores, como também a mudança no limiar de elegibilidade para as bolsas de estudo mudou, o que motiva o aumento de alunos que cumprem os requisitos para receber um apoio do Estado.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.