O chefe da Administração Militar Regional de Donetsk, Pavlo Kyrylenko, disse numa publicação na rede social Telegram que entre os mortos nestes bombardeamentos estão duas crianças.

“Os russos mataram nove civis na região de Donetsk: seis em Sloviansk, um em Avdiivka, um em Bakhmut e um em Zaitseve. Entre os mortos estavam duas crianças: uma em Sloviansk e outra em Zaitseve. Outras 25 pessoas ficaram feridas”, declarou Kyrylenko.

Segundo Kyrylenko, “atualmente é impossível determinar o número exato de vítimas em Mariupol e Volnovakha”, ambas cidades ocupadas pelos russos e que também fazem parte daquela região.

“Os russos irão assumir a responsabilidade por todos os crimes feitos na nossa terra”, advertiu o responsável ucraniano.

As tropas russas também lançaram um grande ataque na cidade de Sloviansk, uma das principais da região de Donetsk, no domingo, onde cerca de 15 incêndios ocorreram em várias partes da cidade, segundo as fontes.

Depois de dominar toda a região de Lugansk, os russos agora estão a tentar conquistar a região de Donetsk, onde os ucranianos controlam apenas 45% do território.

Ambas as regiões formam Donbass, um território onde os combatentes pró-russo declararam Lugansk e Donetsk Repúblicas independentes alguns dias antes do início da invasão russa na Ucrânia em 24 de fevereiro.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.