O sindicato Cockpit convocou os pilotos da Ryanair na Alemanha para uma paralisação de 24 horas, a partir da 01:00 de quarta-feira.

A decisão do sindicato dos pilotos foi apoiada pelo sindicato Ver.di, de pessoal de bordo, que convocou uma greve destinada aos funcionários da Ryanair no país, durante o mesmo período.

As decisões das organizações que representam os trabalhadores alemães da Ryanair foram anunciadas na segunda-feira à noite.

Hoje, a Ryanair apelou os pilotos a não aderirem à paralisação de quarta-feira.

“Dado que efetuamos contratos locais e melhorámos os pagamentos não há justificação para novas paragens”, disse a companhia de aviação irlandesa através de um comunicado.

No mês de agosto, os pilotos da Ryanair, companhia de voos de baixo custo, organizaram uma série de greves em vários países europeus, incluindo Portugal, e que levou ao cancelamento de 400 voos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.