O réptil, um dos maiores já capturados, foi encontrado na quinta-feira pelos funcionários que trabalhavam na obra, que colocaram o animal num escritório enquanto contactavam as autoridades ambientais, explicou à AFP um porta-voz da Defesa Civil.

Mas a cobra acabou por morrer no domingo por razões desconhecidas, embora tenha tido tempo de deixar um ovo. "Estamos muito tristes com a situação. Salvamos muitas cobras e animais, não sabemos por que morreu", afirmou o porta-voz, explicando que alimentaram e trataram a píton da mesma forma que outros répteis encontrados anteriormente.

Segundo o site The Star, muitos curiosos aproximaram-se durante o fim de semana para ver o animal e alguns chegaram a propôr até 10.000 ringgits (cerca de 2.300 euros) para a sua compra.

O porta-voz da Defesa Civil disse que se tratava de uma das maiores cobras já capturadas na Malásia. Foram necessários oito funcionários para a transportar.

Segundo o livro de recordes do Guiness, a cobra mais longa do mundo viva e em cativeiro mede 7,67 metros, chama-se Medusa e encontra-se nos Estados Unidos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.