Segundo um comunicado da PJ, os cerca de 117 quilogramas de cocaína tinham sido transportados até Portugal por via marítima, a partir de um porto de um país da América Latina em dois contentores de feijão para consumo humano, importados por uma sociedade comercial com sede na região de Lisboa.

Num dos contentores a cocaína vinha dissimulada no interior de alguns dos sacos onde vinha acondicionado o feijão, sendo que no outro a cocaína encontrava-se dissimulada na estrutura de algumas das paletes, sobre as quais vinham empilhados os sacos de feijão, no interior do contentor, o que tornou “excecionalmente difícil e trabalhosa a sua deteção”.

Os quatro detidos, todos de nacionalidade estrangeira e com idades entre os 44 e 59 anos, foram submetidos a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhes sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva. A investigação prossegue, de acordo com a PJ, que nesta operação, denominada “Axípeto”, teve a colaboração da Autoridade Tributária.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.