Em comunicado, a PJ explicou que os factos remontam a fevereiro do ano passado, altura em que o suspeito e outros dois cúmplices, já detidos, através do método de escalamento, entraram numa residência, a qual pensavam encontrar-se sem moradores.

No entanto, os proprietários estavam em casa e foram ameaçados com arma de fogo, amarrados e amordaçados, tendo depois os detidos roubado vários objetos em ouro, material informático, dinheiro e vestuário, no valor toral de três mil e setecentos euros.

O homem agora detido é também suspeito de, juntamente com outros dois homens ainda não identificados, também em fevereiro do ano passado, ter entrado numa outra casa, ameaçando uma das vítimas que nela se encontrava com uma arma de fogo.

A segunda vítima, pai da primeira, ao aperceber-se do que estava a acontecer e ao tentar confrontar os suspeitos, foi atingindo no abdómen, tendo os homens fugido do local sem levar nenhum bem.

O homem atingido necessitou de ser medicamente assistido, tendo sobrevivido ao disparo.

De acordo com o comunicado da PJ, em diligências realizadas no passado fim de semana, foram localizados alguns bens que haviam sido roubados, referindo que a investigação irá continuar de forma a identificar os restantes autores, assim como apurar o envolvimento do agora detido em outros crimes idênticos.

O detido, que não tem antecedentes criminais, será presente a primeiro interrogatório judicial, no qual será sujeito à aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.