Em comunicado, a PJ adianta que o primeiro destes incêndios aconteceu a 04 de agosto, cerca das 00:35, com seis pontos de ignição distintos entre si, tendo consumido uma área de mato, pasto e árvores, alfarrobas e oliveiras.

Segundo as autoridades, em datas posteriores, sempre em Santa Catarina da Fonte do Bispo, alegadamente num estado de embriaguez e sob o efeito de substâncias psicotrópicas, com recurso a isqueiro, o suspeito procedeu a novas ignições que só não chegaram a atingir grandes proporções dada a rápida intervenção dos bombeiros e meios aéreos.

A detenção ocorreu no âmbito de uma investigação tutelada pelo Ministério Público de Tavira.

O detido, pedreiro de profissão, tem antecedentes criminais por diversos crimes, foi sujeito a interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada como medida de coação a obrigação de apresentações periódicas e um tratamento à adição alcoólica.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.