"Posso confirmar que o homem suspeito de levar a cabo a atrocidade de ontem à noite é identificado como Salman Abedi, de 22 anos. Todavia, [o suspeito] não foi formalmente identificado e, portanto, gostaria de não comentar mais [esta informação]. A prioridade continua a ser estabelecer se ele trabalhou sozinho ou como parte de uma rede", disse Ian Hopkins, chefe da polícia de Manchester esta tarde aos jornalistas.

Hopkins reconheceu que "tem havido muita especulação sobre os nomes daqueles que morreram, tanto nos media como nas redes sociais. Aceitamos que isso é inevitável, no entanto, pedimos às pessoas que deixem a polícia e o médico legista divulgar os nomes quando as famílias estão preparadas e corretamente apoiadas", disse o responsável.

Na mesma comunicação, o comissário lembrou que "é vital que as nossas comunidades muito diversas de Manchester se mantenham unidas e não tolerem o ódio".

"Fomos visitados pela primeira-ministra e pelo secretário da Administração Interna, e colocámo-los a par sobre a resposta de emergência adotada até ao momento e sobre os planos para os dias vindouros", acrescentou  Hopkins.

Como parte da resposta das autoridades ao ataque "foi detido um homem de 23 anos por suspeitas de ligação ao ataque e foram executados dois mandados, um em Whalley Range e outro em Fallowfield, que incluíram uma explosão controlada".

O que sabemos até ao momento sobre o ataque em Manchester:

- A polícia foi alertada por volta das 22h33 desta segunda-feira, 22 de maio, após relatos de explosões na Manchester Arena, onde decorrida um concerto de Ariana Grande.

- As autoridades  confirmaram que um homem - identificado como Salman Abedi, de 22 anos - explodiu um dispositivo junto a uma das saídas da Manchester Arena.

- O caso está a ser tratado como um "incidente terrorista".

- 22 pessoas morreram e 59 ficaram feridas, algumas das quais se mantém em estado grave.

- Não há indicações de portugueses entre as vítimas, mas o Governo continua em contacto com as autoridades britânicas.

- Detido um homem de 23 anos por suspeita de ligação ao ataque desta segunda-feira.

- O ataque foi reivindicado pelo Estado Islâmico, via agência Amaq, mas esta informação carece de confirmação oficial.

- As vítimas do ataque em Manchester já começaram a ser identificadas pelas autoridades.

- A polícia divulgou um número de emergência para todos aqueles que procuram informações sobre os seus entes queridos, sendo ele o (0044) 0800 096 0095

- A campanha para as legislativas no Reino Unido, marcadas para 8 de junho, foi suspensa.

- Ariana Grande já reagiu - "Desfeita. Do fundo do meu coração, lamento imenso. Não tenho palavras.". Não há para já indicações de que o concerto de Ariana marcado para Portugal, em junho, vá ser cancelado.

- Apesar do ataque, a final da Liga Europa de futebol, agendada para quarta-feira, entre Manchester United e Ajax, vai disputar-se como o previsto.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.