Em conferência de imprensa, a Polícia Judiciária começou por lamentar "o desfecho da situação", salientando depois o trabalho de todas as forças de segurança, que trabalharam "noite e dia", bem como de todos os envolvidos nas buscas.

A PJ, através do Departamento de Investigação Criminal de Leiria, informou esta manhã que a criança que estava desaparecida em Peniche foi encontrada morta.

Ao todo, estiveram mais de 600 elementos "ativos na procura incessante desta menor", numa área de mais de 4 mil hectares. Tinha sido percorrido um raio de 3 quilómetros e meio, pelo que ainda não se tinha chegado ao local onde foi posteriormente encontrado o corpo.

"Começámos pela investigação de um desaparecimento e essa investigação levou-nos ao cometimento [de um crime], por dois autores, que estão fortemente indiciados dos crimes de homicídio, ocultação de cadáver, entre outros", precisou António Jordão, da PJ de Leiria.

"Estes autores irão ser presentes às autoridades judiciárias competentes", adiantou, referindo que as duas pessoas são familiares da criança e têm 32 e 38 anos. Fonte policial tinha já adiantado à Lusa que o pai e a madrasta são os dois detidos por suspeitas de envolvimento no caso.

António Jordão referiu que o local onde estava o corpo foi encontrado a partir da "análise dos interrogatórios a várias pessoas", durante a manhã.

"Estamos convictos que [a criança] morreu na habitação. Tudo indica que terá acontecido na quarta-feira, ao fim do dia", disse António Jordão. "O corpo não estava enterrado, estava tapado" e foi encontrado na zona da Serra D' El-Rei, em Peniche, tendo sido transportado de carro até ao local.

A PJ adiantou ainda não ter conhecimento de qualquer situação de maus tratos à criança, referindo ainda a existência de mais três crianças na casa. Sobre a causa da morte, foi apenas dito que "terá sido por questões internas do funcionamento da família", sem serem adiantados mais pormenores. "Estamos a investigar todos os indícios", disse.

A criança, de 9 anos, estava desaparecida desde a manhã de quinta-feira. As buscas foram feitas pelo Comando Territorial de Leiria da Guarda Nacional Republicana na freguesia de Atouguia da Baleia, onde reside a família da menina. A operação contou ainda com o apoio da Proteção Civil Distrital.

A Polícia Judiciária, que já estava a investigar o caso, disse antes que em 2018 a criança tinha desaparecido de uma outra casa onde a família residia no concelho, tendo sido depois encontrada pelas forças policiais.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.