Na sexta-feira ao final da tarde, a Polícia Judiciária Militar foi contactada pelo Regimento de Comandos do quartel da Carregueira, em Sintra, que reportou o incidente que envolvia um militar e uma arma de fogo.

A vítima foi encontrada por um outro militar que se encontrava de serviço de guarda à “Casa do Paiol”, segundo um comunicado do gabinete de imprensa da PJM.

Por se tratar de uma ocorrência em área militar, cabe à PJM tomar conta da ocorrência assim como levar a cabo as investigações necessárias para perceber o que aconteceu.

A PJ já informou o Ministério Público do DIAP de Sintra e, neste momento, "a investigação ainda está a decorrer, não tendo ainda sido apuradas as causas da morte", contou à Lusa o capitão João Bengalinha.

A PJM voltou a lembrar que, na sexta-feira, a PSP também esteve no local tendo procedido à remoção do corpo, que foi enviado para o Instituto de Medicina Legal a fim de se realizar a autópsia médico-legal.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.