Dois meses e meio depois da sua morte, foi revelado um vídeo que mostra o momento da detenção de George Floyd, o afro-americano que morreu às mãos de um polícia norte-americano em Minneapolis, no estado do Minnesota, após se ter ajoelhado sobre o seu pescoço durante quase nove minutos.

As novas imagens, agora reveladas, mostram George Floyd desde o primeiro momento em que foi abordado pela polícia, depois de uma queixa de uma loja de conveniência de que teria usado uma nota falsa (de 20 dólares; 18 euros) para pagar uma compra.

O vídeo, obtido pelo 'Daily Mail', foi filmado com a câmara de corpo de um dos polícias — não é aconselhado a pessoas mais sensíveis.

No vídeo, pode ver-se que o polícia usou uma lanterna para bater no vidro do carro onde George Floyd estava estacionado. Depois, é possível ver que os agentes da polícia apontam uma arma a Floyd assim que este abre o vidro do carro.

"Por favor, não dispare. Acabei de perder a minha mãe (...) Não sou esse tipo de pessoa. Assim vou acabar por morrer", ouve-se Floyd a dizer, visivelmente assustado.

Em julho foi divulgada uma transcrição de um vídeo gravado pela câmara de outro polícia onde se ouve o detido a avisar 20 vezes que não conseguia respirar.

Os quatro polícias envolvidos foram despedidos, e o agente Derek Chauvin, que colocou o joelho no pescoço de Floyd, foi acusado de homicídio em segundo grau, arriscando uma pena máxima de 40 anos de prisão. Os restantes vão responder por auxílio e cumplicidade de homicídio em segundo grau e por homicídio involuntário.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.