As licenças de utilização do espaço público foram atribuídas aos operadores Bird, Circ e Hive com um valor de 20 mil euros, cada por um período de cinco anos, referiu.

“Titulada pelo respetivo alvará, cada licença contempla um número máximo de 700 veículos, com a possibilidade de ampliação para 900 veículos”, sublinha o portal de notícias da autarquia.

A localização de pontos de partilha é a definida pelo município e será disponibilizada e permanentemente atualizada no seu site institucional, onde podem ser consultados os mapas interativos e as informações associadas.

Estes operadores de modelos de negócio vão disponibilizar velocípedes ou equiparados, com ou sem motor, para uso público durante períodos de curta duração e sem necessidade de utilização de doca para parqueamento, ressalva.

Em causa está o aluguer de trotinetas e bicicletas para pequenas deslocações dentro da cidade, representando “mais um importante passo na estratégia de promoção” de meios de transporte não poluentes na cidade e de melhoria da mobilidade, salienta.

Estes serviços estão sujeitos a um regulamento que foi aprovado pela Assembleia Municipal na sequência das propostas do executivo camarário, no passado mês de outubro.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.