“Renovamos a expressão da nossa solidariedade com o povo e o Estado libanês por ocasião desta tragédia que se abateu sobre o país e que causou tantas vítimas e vultuosíssimos estragos materiais”, afirmou o ministro dos Negócios Estrangeiros, em declarações à Lusa.

De acordo com Augusto Santos Silva, Portugal, tal como os restantes membros da União Europeia, vai apoiar o Líbano através de um plano coletivo.

“O gabinete de crise da União Europeia está a assumir, naturalmente, a coordenação do apoio humanitário europeu e Portugal fará parte desse apoio”, disse.

UE prepara envio urgente de ajuda

A União Europeia (UE) está a preparar o destacamento urgente de meios para ajudar as autoridades libanesas, na sequência das violentas explosões em Beirute, que fizeram mais de cem mortos, anunciou hoje a Comissão Europeia.

“O Mecanismo de Proteção Civil da UE está agora a coordenar o destacamento urgente de mais de 100 bombeiros altamente treinados, com veículos, cães e equipamento, especializados em busca e salvamento em contextos urbanos”, segundo um comunicado do comissário europeu para a Gestão de Crises, Janez Lenarcic.

Os meios disponibilizados por Bruxelas, depois da ativação do Mecanismo de Proteção Civil da UE a pedido de Beirute, irão trabalhar com as autoridades libanesas.

O executivo comunitário destaca ainda que a Holanda, a Grécia e a República Checa confirmaram já a sua participação nesta operação e que a França, Polónia e Alemanha ofereceram ajuda através do mecanismo.

Duas fortes explosões sucessivas sacudiram Beirute na terça-feira, causando mais de uma centena de mortos e mais de 4.000 feridos, segundo o último balanço feito pela Cruz Vermelha.

As violentas explosões terão tido origem em materiais explosivos confiscados e armazenados há vários anos no porto da capital libanesa.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.