Numa visita à Maternidade Alfredo da Costa, em Lisboa, onde hoje foi reaberto o balcão Nascer Cidadão, para registo dos recém-nascidos, que tinha sido encerrado devido à pandemia de covid-19, o secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, confirmou o processo negocial em curso.

Segundo o deputado socialista Marcos Perestrello, em declarações no domingo à CMTV, as negociações seriam para a aquisição de 600 mil vacinas e Espanha estaria incluída entre os países com os quais Portugal estaria em diálogo, algo que Lacerda Sales não confirmou.

“Não tenho conhecimento e não me parece que haja aquisições a Espanha. Há sim aquisições à Hungria, à Itália e estamos agora em processo de negociação com a Bulgária para o processo de aquisição de diferentes vacinas, quer da Janssen, quer da AstraZeneca nalgumas situações”, disse o secretário de Estado Adjunto e da Saúde, recordando que Portugal já tinha também adquirido 290 mil vacinas à Noruega.

Lacerda Sales não se comprometeu com um número total de vacinas a comprar, mas explicou que parte representam uma compra adicional, outras serão devolvidas aos países que agora as adiantarem quando Portugal receber as doses em atraso por parte dos fornecedores.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.