Num comunicado, aquela autoridade adianta que a bandeira vermelha foi hasteada naquela praia após análises à água do mar efetuadas pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA) indicarem que a água estava “imprópria para banhos”.

Em declarações à Lusa, o capitão do porto de Lagos, Pedro Fernandes da Palma, adiantou que a bandeira vermelha foi hasteada ao final da manhã, interditando a ida a banhos nesta praia do distrito de Faro.

Segundo aquele responsável, desconhece-se o que esteve na origem da contaminação, por coliformes fecais, aguardando-se, agora, a realização de novas análises por parte da APA, que vai manter a monitorização da qualidade da água.

Caso as análises mostrem que os valores estão dentro dos parâmetros normais, a interdição será levantada, lê-se ainda no comunicado da autoridade marítima.

A ação foi articulada entre a capitania do porto e o comando local da Polícia Marítima de Lagos, a Autoridade de Saúde, a APA e a Câmara de Lagos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.