“Todos os eventos que estamos a realizar são feitos através das distritais, que contactam a Direção-Geral de Saúde (DGS), com os dados e o cumprimento de todas as regras de distanciamento, das mesas e dos lugares nas mesas”, disse o diretor de campanha, mandatário nacional de André Ventura e membro da direção nacional do Chega, Rui Paulo Sousa.

Com cerca de 160 pessoas distribuídas em mesas redondas para um jantar de apoio em Braga, esta foi a maior iniciativa entreportas da candidatura desde o início do período de campanha oficial (10 de janeiro), uma vez que todos os comícios anteriores tiveram lugar em espaços com plateias devidamente preparadas para guardar a distância sanitária ou refeições coletivas apenas com algumas dezenas de convivas em restaurantes.

Apesar do “dever geral de recolhimento domiciliário” e num dia em que Portugal perdeu mais 152 pessoas para a covid-19, Rui Paulo Sousa argumentou que o evento é "um comício político que, pela lei, é permitido".

"Não está cancelado, apesar do estado de confinamento. Obviamente que as pessoas cantam, falam, exprimem-se porque é um evento político”, frisou.

“Neste caso, foi contactado o Agrupamento de Centros de Saúde de Braga (ACES Braga), que mandou cá uma equipa e esteve a medir rigorosamente e a ver se cumpria todos os requisitos”, garantiu o dirigente da força política da extrema-direita parlamentar.

O concorrente ao Palácio de Belém, André Ventura, nas suas ações de campanha eleitoral, tem criticado fortemente o executivo liderado por António Costa por aquilo que considera ser incompetência e falta de planeamento no combate às novas vagas da crise pandémica.

Em fundo, no salão onde decorre a iniciativa, fechado à comunicação social, ouviam-se gritos de apoio a Ventura, palmas, um coro de pessoas a cantar e a brindar.

Segundo a RTP, Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) tinha dado um parecer negativo ao evento que foi depois confirmado pelo delegado a Administração Regional de Saúde do Norte (ARSN), mas o ACES Braga só já durante o dia de hoje terá tido conhecimento do documento, tal como a Guarda Nacional Republicana.

Hoje, o espaço escolhido pelo Chega foi um grande estabelecimento de restauração, especializado em eventos como casamentos e batizados, entre outros, no lugar de Tebosa, arredores de Braga.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.