Em seguida, os titulares dos principais cargos do governo prestaram juramento perante Carrie Lam, sob o olhar do Presidente da China.

Mais de dois mil convidados assistiram à cerimónia de investidura do quinto executivo da Região Administrativa Especial de Hong Kong desde transferência de soberania do Reino Unido para a China, em julho de 1997.

O chefe do Executivo de Macau, Chui Sai On, estava entre os convidados oficiais.

Durante a manhã, decorreu a cerimónia do hastear das bandeiras da China e de Hong Kong, a marcar o 20.º aniversário da transferência, na praça Bauhinia, no centro da cidade.

A algumas ruas de distância, a polícia deteve o deputado Leung Kwok-hung, conhecido como “Long Hair” (“Cabelo Comprido”), da Liga dos Sociais-Democratas, o líder do partido Demosisto, Joshua Wong, e vários outros intervenientes num protesto pró-democracia que decorria em Wan Chai, segundo a Rádio e Televisão Pública de Hong Kong (RTHK).

Os manifestantes pediam a libertação incondicional do Prémio Nobel da Paz 2010 Liu Xiaobo, detido na China.

Condenado em 2009 a 11 anos de reclusão por subversão, Liu Xiaobo, de 61 anos, saiu da prisão em liberdade condicional para tratamento médico, depois de lhe ter sido diagnosticado, em maio, um cancro do fígado em fase terminal.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.