A informação foi revelada no site oficial da Presidência da República e diz respeito ao diploma que aprova um plano de intervenção para aumentar a oferta de residências para estudantes, a aplicar ainda este ano.

O diploma foi aprovado em dezembro passado em Conselho de Ministros e na altura o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, explicou que, numa primeira fase, a partir do ano letivo 2019/2020, serão disponibilizados alojamentos para cerca de 12 mil novas camas, sendo que metade desta oferta estará disponível nas zonas de Lisboa e do Porto.

O plano prevê a requalificação de edifícios já existentes, mas também a construção de novas residências, num total de 200 edifícios em todo o território nacional.

Segundo Manuel Heitor, o plano de intervenção será faseado e deverá estar concluído em dez anos, altura em que deverão estar disponíveis "cerca de 30 mil camas".

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.